TUDO AGORA SE RESUME A "LIVE SESSION"...


Olá caros amigos gospeletes. 

Hoje vamos falar sobre um assunto que interessa a muita gente do meio gospel/cristão. Estou falando da nova modinha "econômica" e "viável", na qual, a maioria das empresas do meio gospel tem utilizado extravasadamente: O LIVE SESSION (ou também MUSIC SESSION). 

É perceptível que os diretores e produtores de diversas gravadoras adoram quando o tema é "bom e barato", mas os mesmos erram feio, se esquecendo que tudo que é exagerado se torna chato e clichê, e principalmente quando essas ideias recebem uma valorização exacerbada. Isso mesmo. Em todo lugar, em toda plataforma, em todo canal, em toda página só se ouve que "tal" cantor lançou seu tão "esperado" live session. Será mesmo que o público está gostando disso?

Essa moda de gravar uma canção "ao vivo" em estúdio fechado teve seu auge no meio gospel, quando a Sony Music Gospel lançou um novo quadro no seu canal do youtube, chamado de "Sony Music Live". Uma espécie de live's session, onde seriam apresentados alguns vídeos, gravados ao vivo com artistas do cast, entoando faixas dos seus cds. A primeira cantora a tomar "posse" da benção foi a Gabriela Rocha, onde por alguns dias, já estava emplacando milhares de visualizações. O sucesso foi tão estrondoso que a Gabriela foi chamada para produzir um segundo momento, só que dessa vez, ao ar livre. O que os diretores da Sony não esperavam era um vídeo com mais de 40 milhões de visualizações. Obra que a "ungida" da Lagoinha Niterói conseguiu atingir. Impressionante né?!

A partir daí, outras gravadoras do mesmo segmento observaram os resultados surpreendentes e estão apostando todas as cartas no novo método de criar "singles" de sucesso. Ok. A MK Music e a Central Gospel Music são um exemplo comum de criação de muitos live's session. Tudo gira em torno desse quadro agora...

É bem verdade que os lançamentos dos mais variados lives estão com bons índices de aprovação pelos fãs "intercessores". Pra entender esses resultados basta apenas dar uma breve olhadinha no números de likes e "joinhas" que os vídeos recebem no youtube ou no facebook. Mas também, quem não gostaria de ver sua "diva" brilhar em uma performance ao vivo?

Tudo bem. A produção dos lives, no geral, são bem elaboradas. O cenário bem organizado. O áudio bem captado. Tudo realizado com excelência e dedicação. Porém, temos que lembrar que o mundo musical não se resume a apenas isso. Onde está a criatividade dos diretores artísticos? Será que vale a pena somente investir em lives/music sessions? Onde está a produção de clipes bem elaborados, com um padrão internacional? Será que o "povo de Deus" só merece migalhas ou o que "der certo"...?

Esses questionamentos acima deveriam ser alguns pontos de discussão para a próxima reunião das equipes artísticas das gravadoras, pois o que ultimamente tem se visto é um relaxamento quanto aos trabalhos criativos e diferentes. Tudo o que "é igual" enjoa. Fica na mesmice. Não se pode acomodar em vídeos rápidos e com um custo razoável. Isso não é o suficiente. 

Agora, vamos torcer para que as gravadoras entendam o recado e voltem a produzir algo mais inédito, pois do mesmo, o mercado esta cheio...e como está!

Não esqueça de clicar no anúncio ao lado para nos ajudar.

14 thoughts on “TUDO AGORA SE RESUME A "LIVE SESSION"...”

  1. Concordo plenamente com o post, inclusive já havia feito um comentário a respeito num "live" desses do Sarando a Terra Ferida. Está chatíssimo isso, cansativo, tudo idêntico ao CD, não mudam nada, e me levam a crer que não há nada de "live" nisso... Saudade dos clipes... Realmente o povo gospel quando algo da certo, eles te enfiam goela abaixo a todo momento até enjoar... Não sabem medir...
    Eu, particularmente, sou contra. Gosto das produções dos clipes...

  2. Gospel BR morreu faz tempo.
    Tudo se resume a versões de internacionais, Plágios, capenguisses, mesmisse, nada inovador daqui a pouco vem Fernandinho lançando mais um cd cheio dos plágios dele, Fernanda brum com seus atos proféticos em mais um cd chatissimo produzido pelo Emerson Pinheiro q só consegue piorar cada vez mais, Aline barros e toda aquela breguice e gritaria q não acaba mais, ... repito música gospel BR morreu.

  3. Concordo com o post,comungo do mesmo pensamento. Esperando o clip da Demi brasileira ops Daniela Araújo com Fernanda Brum que será lançado essa semana. A música está muito boa, espero que o cliente também.

  4. Gosto do blog por causa disso, de vez em quando sempre tem umas matérias sensatas kkkkkkkkkkkkk (#zoa). Mas o Goxpel Brazewleiro sempre foi assim, minha gente. O que da certo, vamos fazer até enjoar. Sabor de Mel tá aí que não me deixa mentir. DVD em Israel também. Versões internacionais então, nem se fala! Chacrinha já disse: Na vida, nada se cria, tudo se copia. Acho que isso foi uma profecia para o Gospel Brasileiro Atual.

  5. Produzir um clip ou DVD sai muito mais caro que um live ou music session. A moda do momento é o youtube. É lá que tudo acontece, onde as gravadoras observam a audiência de seus artistas. Acho que é uma boa saída já que o acesso ao youtube é universal e as gravadoras produzem com essa finalidade de atrair o máximo de vizualizações. Vídeo Clipe e DVD já estão meio que fora de moda no meio gospel. A gravadora produz o dvd pra ser pirateado pelo próprio youtube. Os clipes com historinhas nem sempre fazem a música deslanchar (vida Fernanda Brum - Liberta-me e Efésios). Enfim é aquele ditado: time que tá ganhando não se mexe, só se reforça.

  6. Não consigo gostar de nenhum cantor da atualidade, os novos "talentos" então.. Nem se fala..

  7. Muitos perderam a essencia , e estão gravando seus hits até com acordes antigos sem sofisticação porque perdeu público, não há mais quem demitir o neogcio agora é recontratar quem ja deu muita granas pra empresa , e despachar os imcompetentes.

Leave a Reply

COMENTE LIVREMENTE, MAS CUIDADO COM O QUE VOCÊ FALA! A MODERAÇÃO ESTÁ DE OLHO!